escravidão

“E sendo princesas, merecemos príncipes e não virar serviçais”. Isso fala de nós mesmos, e não das outras pessoas. Mesmo porque a Terra é para todos. Não adiantaria disco furado, se não captasse o que isso significa…

Não ficar de joelhos,
que não é racional renunciar a ser livre.
Mesmo os escravos por vocação
devem ser obrigados a ser livres,
quando as algemas forem quebradas.

Carlos Marighella faz muito sentido pra mim, agora. Há muitas ocasiões em que nossa inconsciência (especialmente sobre nós) nos algema. E quando elas, as algemas, quebram, não há alternativa, é preciso ser livre. Há um momento crucial, acredito, em que não se confunde mais liberdade e escravidão, e assim não correr o risco de libertar-se de uma algema e enfeitar-se com uma nova…

É preciso não ter medo,
é preciso ter a coragem de dizer.

(ASM)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s