palavrices

carente de suas palavras, hesitei:
há um ai, em seu nome.
inconformada, lembrei:
– o mundo anda falando muito inglês!
então pesquei:
call, em seu nome.
mas por seu silêncio no papel, pensei:
calla, em seu nome.
me preocupei
– mais comigo, é verdade.
saudade dói em quem sente.
e serenei:
busque a essência!
alguém com Natal, em seu nome
está sempre a renascer.
seu silêncio não é ausência.
é Alla, em seu nome.
em seu centro, na existência.
(ASM)

 

*
para Nataly Callai, uma petulante paroxítona.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s