TERRA… à vista? Brasil 500 anos

ASM

O sol adormecido
Orvalho nas frutas tropicais

O som dos tambores
Invade os canaviais
Como cura para todas dores

Em harmonia vivem índios valentes
Filhos da terra, irmãos do fogo
Em tão belas florestas residentes
Magnífica é a vida desse povo

Para o então da terra herdeiro
O branco pertencia às nuvens
Surpreso, ficou o guerreiro
Quando avistou estranhos nas margens
Quem seriam os pálidos desordeiros?

Em caravelas embriagadas
Aproximavam-se europeus
Que ‘descobriam’ um Novo Mundo
Com estrema morbidez

Doentios eram aqueles lobos
Que em busca de ouro
Demonstravam sua enfadonha estupidez

Os nativos do paraíso
Não desfrutaram da vitória

E cabe ao nosso povo
Que mude essa História

(ASM, 1999)

 

*
poema laureado no Concurso Poetas da Cidade (2002) e selecionado para o acervo da Biblioteca de Alexandria
=]

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s