dourado guarda-chuva-dourada

Chuva dourada de gotas perfumadas,
tão suave que pode coçar o olhar!
Guarda-chuva dourado que chove por dentro
Com sua sombra zela sua chuva
E sua chuva reflete no pisado o dourado de seu céu
e vira brinco no céu de suas vizinhas.
Criança nela brincando vira passarinho
que o dourado corre atrás…
E quando o ar suspira,
chuva se borboleteia,
tapete se expande.
Dourada é a guardiã da chuva dourada…
Esta senhora,
Guapuruvu.

*

(ASM – Praça da Matriz (Porto Alegre), 10 de novembro de 2008)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s