jaz em mim

no vazio procuro sílabas
em busca de aromas, sons e suas súmulas
e em minha vulva as ausculto,
nelas desfruto o que em mim germino
para que as frases doentes no meu corpo se curem
e floresçam a me cuidar
para que eu possa apenas ser
e em mim estar

(ASM)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s