há colher

o adulto que adultera a culpa
e a incide numa criança,
ainda que tenha sido ele uma criança pura que carregou de outro uma culpa,
no presente era adulto
e a criança, a perder sua infância,
acolhe inocente sua culpa.

que estragos o grande pode fazer ao pequeno, pois é a ordem das coisas que
[o pequeno siga o grande

e é ao grande que corresponde crescer, mesmo que tenha doído, pequeno, ser.

que generosa é a criança que sofreu e, ao crescer, não fez sofrer.

como é bonito quem doeu e decidiu acolher,

não quem lhe bateu, mas quem não tem nem idade para fazer sofrer.

(ASM)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s