parafusos a mais

e que surpresa, diria
que os robôs que a ficção tanto temia
seriam nossas próprias vidas

peles, lábios, seios e mentes
manipulados
pelo consolo que foge do cuidado

seres automatizados
que comem petróleo
e se veem desumanizados

(ASM)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s