Tetis 3: Geopoéticas dialógicas ou tête-a-tête com Ana

por Camila

 

Fui em busca da geografia para me encontrar no mundo, mas só a encontrei quando fui em busca de mim e me descobri enquanto corpo. Um corpo, que sente, fala e pensa e que está além de qualquer representação.

Durante este caminho encontrei pessoas especiais e algumas até hoje fazem parte de minha vida, como a  Ana.  Uma amiga-irmã que me incialmente me convidou, de modo tímido, a vivenciar a poética do espaço – eu que me orgulhava de minha objetividade cartesiana, que me trazia segurança, mas pouco encantamento – através de uma amizade que ao longo de onze anos foi tornando-se mais delicada e ousada.

Geografia é antes de tudo experiência que gera vínculo. Tive que me distanciar para perceber o quanto fazia parte.

“sou um pé de vento contido
procurando a rosa dos ventos
que todos trazemos na alma

Mafalda Arnauth

_____

Texto e fotografias de autoria de Camilíssima, originalmente publicado em http://corpografias.wordpress.com/2012/04/23/geopoeticas-dialogicas-ou-tete-a-tete-com-ana/

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s