poeminha mareado

escrever convida pensamento
e pensamento vira cimento
no autor ciumento
que não quer perder palavra
e escreve sem dizer nada

há pensamento que é bobeira
e a escrita, poeira
palavra, pois, que ia
e ficou

virou poesia o que era maresia.

e o autor? ah, enjoou…

(ASM)

Anúncios

Um comentário sobre “poeminha mareado

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s