voz em sopro

meu corpo é vulnerável à pele que habitas
quando descansas teus lábios em minha boca nua

sou lua que em tua cintura orbita
sou tua, ainda sendo minha

arrepio na nuca sentido na barriga,
és pensamento que evito todo dia

és, por maior que seja minha luta,
sentimento que acolho em alegria

sopras tua voz que mordisca minha língua
para tornar meu corpo ventania

(ASM)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s