Niti iv

DA VIRTUDE GENEROSA

2.

Aqui Zaratustra calou-se um momento e olhava os discípulos com ternura. Em seguida prosseguiu e sua voz havia mudado:

Meus irmãos, permanecei fiéis à terra com todo o poder de vossa virtude! Que vosso amor generoso e vosso conhecimento estejam a serviço da terra. Eu vos imploro e a isso vos conjuro.

Não deixeis vossa virtude fugir das coisas terrestres e com suas asas bater contra muralhas eternas. Ai! Tem havido sempre tanta virtude que em seu voo se extraviou!

Como eu, restituí à terra a virtude que em seu voo se extraviou. Sim, restituí-a ao corpo e à vida, para que à terra dê seu sentido, um sentido humano!

O espírito, bem como a virtude, tem-se extraviado e enganado de mil maneiras até agora em seu voo. Ai! Ainda agora habita em nosso corpo toda essa loucura e esse desvio: tornaram-se corpo e vontade.

O espírito, bem como a virtude, de mil maneiras até hoje tentou e se perdeu. Sim, uma tentativa, disso não passa o homem. Ai! Quanta ignorância e quanto erro se incorporam a nós!

Não só a razão dos milênios, mas também sua loucura se revela em nós. É muito perigoso ser herdeiro.

Lutamos ainda passo a passo com o gigante Acaso e sobre a humanidade inteira reinou até hoje o absurdo, a falta de sentido.

Que vosso espírito e vossa virtude sirvam, meus irmãos, para o sentido da terra! E a todas as coisas dai novamente valor. Por isso é que deveis ser lutadores! Por isso é que deveis ser criadores!

O corpo se purifica pelo saber, eleva-se com as tentativas conscientes. Para aquele que conhece, todos os instintos se santificam. A alma daquele que se eleva se enche de alegria.

Médico, cura-te a ti mesmo; assim, haverás de curar também teu doente. Que sua melhor assistência seja a de ver com seus próprios olhos aquele que se cura a si mesmo.

Há ainda mil sendas que nunca foram trilhadas, mil fontes de saúde e mil ilhotas de vida. Inesgotáveis e inexplorados, assim permanecem ainda e sempre o homem e a terra dos homens.

Vigiai e escutai, solitários! Do futuro chegam ventos que batem as asas em segredo. Aos que possuem ouvidos apurados chega a boa nova.

Solitários de hoje, que viveis marginalizados, algum dia devereis chegar a ser um povo. De vós que vos escolhestes a vós mesmos, deverá surgir e crescer um povo eleito, do qual nascerá o Super-homem.

Na verdade, um lugar de cura, isso é que deverá ainda se tornar a terra. Já a envolve um novo odor, portador de saúde, e uma nova esperança.

(Assim Falava Zaratustra, Friedrich Nietzsche)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s